Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46

Blog

Polêmica

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 16 Fev

Israel vai retirar minas terrestres do lugar onde Jesus foi batizado

O Ministério da Defesa de Israel anunciou que vai retomar o projeto para retirada das minas terrestres ao longo do rio Jordão. A iniciativa é da ONG HALO Trust internacional, que prevê o início das atividades em abril

Um local muito antigo, perto de Jericó, onde os cristãos acreditam que Jesus foi batizado, estava virtualmente abandonado por causa das minas colocadas na região na guerra de 1967.

Conhecido por Qasr al-Yahud, o lugar é usado pelos ortodoxos para batismos. Fica bem distante de Yardenit, situado ao lado do Mar da Galileia, comumente usado por católicos e evangélicos para esse tipo de cerimônias.

Dentro do complexo, na fronteira com a Jordânia, estão sete igrejas, além de capelas e mosteiros, cada uma pertencente a um ramo diferente do cristianismo. Durante décadas, essas igrejas ficaram isoladas, com suas paredes marcadas por balas, e acabaram sendo abandonadas.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 13 Fev

Perto de trios, evangélicos festejam e defendem “pluralidade” em Salvador

A 19ª edição da “Festa Espiritual” reuniu cerca de 200 evangélicos no finalzinho do Circuito Barra-Ondina, em Salvador, Bahia. Ali, durante os dias de Carnaval, eles disputam espaço com trios, blocos, carretas e foliões eufóricos

O evento reúne fiéis do Brasil e de outros países da América Latina em uma tenda visando transmitir, explicam, a mensagem de “um contraponto”.  Ao invés de músicas de cunho apelativo, são ouvidas canções gospel. Também há momentos para oração e reflexão.

O pastor Elson de Souza, 54 anos, da Igreja Batista responsável pela tenda original, revela que a ideia de ir para perto dos foliões como uma alternativa durante o Carnaval de Salvador surgiu de “maneira simples e despretensiosa”.

“Depois entendemos que deveríamos convidar outras igrejas. Todos foram se juntando e hoje são dezenas delas”, explica o líder religioso.  “A gente fez esse contraponto porque o Carnaval tem muito essa coisa do físico. O Espiritual não despreza o físico, mas o espiritual se coloca à disposição de algo muito maior, de algo que transcende o externo”, elabora.

Para ele, “O Carnaval de Salvador tem essa pluralidade, e a gente respeita as opções, mas temos uma mensagem, e temos sido respeitados também. A aceitação tem sido muito rica e interessante”.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 12 Fev

“Não convém” aos evangélicos participarem do Carnaval, defende Silas Malafaia

Ao invés de seus já tradicionais vídeos, o pastor Silas Malafaia resolveu abordar a questão dos evangélicos participarem do Carnaval, em um texto em sua página.

Conforme o líder do Ministério Vitória em Cristo, cuja sede fica no Rio de Janeiro, a origem do Carnaval está relacionada com festas agrárias da antiguidade. Mas lembra que ela sempre teve um aspecto espiritual: “Alguns atribuem seu surgimento aos cultos de agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela colheita, realizados na Grécia durante o século 7 a.C. A festividade incluía orgias sexuais e bebidas, e os foliões usavam máscaras e disfarces simbolizando a inexistência de classes sociais”.

Traçando uma breve história do Carnaval, o pastor lembrou que as festividades “estão ligadas às festas pagãs romanas, marcadas pela licenciosidade sexual, bebedeira, glutonaria, orgias coletivas e muita música”.

Contudo, lembra, essas festas pagãs foram cristianizadas pela Igreja Católica Apostólica Romana em 590 d.C. quando surgiu o “carnaval cristão” no calendário eclesiástico determinado pelo Papa Gregório I.

Foi nesse momento que ficou instituída essa festividade no período da Quaresma, os 40 dias que antecedem a Páscoa. A ideia era que as pessoas se entregassem “à austeridade e ao jejum, para lembrar os 40 dias que Jesus passou no deserto, consagrando-se”.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 12 Fev

Bloco evangélico desfila no Carnaval com samba-enredo “Cristo é o Maná”

Fiéis da igreja Bola de Neve, de Santos, vão para o Rio de Janeiro botar “o bloco na rua” durante o Carnaval carioca. Depois de 11 anos fazendo o seu desfile no litoral paulista (Santos e São Vicente), querem aproveitar a decisão da prefeitura de liberar o desfile evangélico em dos pontos mais nobres da cidade: a orla de Copacabana.

A programação do “Evangelismo de Carnaval” será na manhã da segunda-feira de Carnaval, 12 de fevereiro. Eles decidiram focar no Rio “por uma direção de Deus e do Apóstolo Rina”, informa o site oficial.

Segundo a igreja, o evangelismo corpo-a-corpo das pessoas que acabam seguindo o bloco dá resultado e, nesses 11 anos mais de 70 mil pessoas fizeram a oração aceitando Jesus.

Além do desfile, eles farão um evento na tarde do mesmo dia, com diversos cantores gospel na quadra da Acadêmicos da Rocinha, com as participações de Davi Fernandes, Dj PV, Reobote Zion, Dj Drinão e banda Brazilian Salt. O ponto alto deve ser o show da banda de reggae  Christafari, dos Estados Unidos.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 07 Fev

Seita transforma fiéis em escravos prometendo livramento da “besta”

Como nome de “Canaã – A Colheita Final” a operação da Polícia Federal deflagrada na manhã desta terça-feira (6) investiu contra a organização “Traduzindo o verbo: a verdade que marca”. Considerada uma seita, o grupo tem um forte esquema de captação de novos fiéis.

Eles são investigados desde 2011 e acusados de manter fiéis em situação análoga à escravidão. Nos últimos três anos os líderes aumentaram em três vezes o número de membros.

Hoje, 13 pessoas foram presas, em várias cidades do interior de Minas e na capital de São Paulo. Entre as nove pessoas foragidas está um homem conhecido como “Pastor Cícero”. Considerado o líder do esquema, ele já havia sido preso em 2015.

A polícia interditou 17 estabelecimentos, incluindo restaurantes. O delegado Alexander Castro de Oliveira explicou que os funcionários dos estabelecimentos comerciais interditados eram fiéis que não recebiam pagamento em dinheiro. Em Poços de Caldas, a gerente do local foi presa, acusada de ser a responsável pela seita na cidade.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 23 Jan

Trump manifesta-se contra o aborto: “Toda criança é um presente preciso de Deus”

Donald Trump completa um ano na presidência  dos Estados Unidos esta semana. Embora a mídia enfoque apenas nas declarações consideradas “impróprias”, ele fez um discurso histórico nesta sábado (19).

A Marcha ocorre anualmente em Washington. Ontem, enquanto os ativistas pró-vida participavam da 45ª edição do evento, a poucas quadras da Casa Branca, o republicano enviou um recado a eles, onde lembrou que um de seus atos mais recentes foi modificar a lei para garantir a liberdade religiosa e de consciência aos trabalhadores de serviços de saúde do país. Na contramão do que propunha Obama, médicos e enfermeiros cristãos que se opõem ao aborto, por exemplo, podem alegar isso para não participar da interrupção de gravidez, que ainda é legal nos EUA.

É a primeira vez que um presidente em exercício fala da Casa Branca com os participantes da Marcha pela Vida, o maior movimento anti-aborto dos EUA. Trump deu declarações fortes, lamentando que os Estados Unidos estejam entre os  países  que ainda permitem abortos voluntários depois de 20 semanas de gravidez.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 09 Jan

Defensoria Pública pede punição a Ratinho por “declarações homofóbicas”

Mais um ataque à liberdade de expressão em nosso país. Apesar de ter usado termos que podem ser considerados chulos para falar sobre a programação da Globo, o apresentador Ratinho, do SBT, estava exercendo seu direito à opinião quando gravou um vídeo sobre o assunto no dia 3.

Após a grande repercussão, sobretudo da grande mídia, Ratinho passou a ser tachado de “homofóbico”. Sua opção foi fazer uma retração na internet, dizendo que “não quis ofender nenhum gay”, que “fez uma brincadeira” e que “lamentavelmente algumas pessoas não entenderam assim”.

Mesmo assim, a Defensoria Pública de SP entrou com uma representação na quinta (4) contra o apresentador. O defensor público Rodrigo Leal da Silva, que fez a representação, disse: “O fato de ele ter se retratado não exclui o caráter homofóbico da fala”. Contudo, ele não explicou como isso poderia se caracterizar como tal, uma vez que Ratinho não defende a agressão nem faz ofensas aos homossexuais como um todo.

O seu pedido é que a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado abra um processo contra ele. O argumento é que o termo “viado” foi utilizado pejorativamente e recomenda que a secretaria o autue por “discriminação homofóbica”, o que pode lhe render uma multa.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 08 Jan

“Em 2017, os judeus ganharam a batalha pelo Monte do Templo”, comemoram ativistas

No ano passado, um número recorde de judeus subiu ao local mais sagrado de sua fé, o Monte do Templo. Para alguns dos ativistas pela construção de um Terceiro Templo, isso é até mais significativo que a vitória de Israel na Guerra de 1967, quando unificaram Jerusalém, retomando a porção Oriental das mãos da Jordânia.

Para esses judeus, o próximo passo seria a retomada da oração no Monte do Templo, algo que deve ser decidido dentro de algumas semanas, quando será comunicado o resultado de um processo judicial. Atualmente é proibida toda manifestação religiosa não muçulmana.

Yera’eh, uma organização que promove a subida ao Monte Moriá – ou Monte do Templo, como é mais conhecido – afirma que, em 2017, 25.628 judeus estiveram ali. Isso é quase 60% a mais que os 14.626 que subiram em 2016. Em 2014 e 2015, o número não passou de 11.000 a cada ano. Em 2009, quando a contagem foi feita pela primeira vez, apenas 5.658 judeus visitaram o alto do Monte.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 28 Dez

Artista “crucifica” Papai Noel em frente à Igreja para protestar contra “Natal comercial”

Um artista cristão envolveu-se em polêmica ao exibir um quadro de um Papai Noel crucificado em frente à maior catedral católica de Nova York no final de semana.

Robert Cenedella, de 77 anos, foi para a frente da Catedral de São Patrício, na Quinta Avenida, onde centenas de pessoas foram para assistir as missas natalinas. Alguns dos fiéis ficaram irritados e não gostaram da atitude.

“Este é o momento do ano em que eu conseguiria chamar mais a atenção das pessoas, esperando que elas entendam a mensagem: Coloque Cristo de volta ao Natal”, explica Cenedella, que é professor na escola de arte Students League. “A cada ano, o Natal tem menos a ver com a religião, acaba sendo apenas uma festa comercial”.

Enquanto alguns paravam para tirar fotos junto ao quadro, a maioria dizia estar bem consciente de que o objetivo do Natal é lembrar o nascimento de Jesus Cristo.

“Todo mundo sabe que o Natal está comercial demais”, disse Cassie Brauer, 39, de Illinois. “Não precisamos de uma pintura feia dessas para nos dizer isso”.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 25 Dez

Papa compara José, Maria e Jesus com muçulmanos em homilia de Natal

Seguindo a tradição, o Papa Francisco fez dois discursos públicos em celebração ao Natal. O primeiro, na noite do dia 24, foi durante a chamada “missa do Galo”.

Nela, chama a atenção a comparação da família de Jesus com a situação dos migrantes muçulmanos que invadiram a Europa nos últimos anos. O pontífice lembrou a situação deles com a seguinte comparação: “Nos passos de José e Maria, vemos hoje as pegadas de famílias inteiras que são obrigadas a partir, milhões de pessoas que não escolhem partir, mas são obrigadas a separar-se dos seus entes queridos, são expulsas da sua terra”.

Disse ainda, lembrando o anúncio dos anjos aos pastores sobre a chegada do Messias, “Eis a alegria que somos convidados a partilhar, celebrar e anunciar nesta noite. A alegria com que Deus, na sua infinita misericórdia, nos abraçou a nós, pagãos, pecadores e estrangeiros, e nos impele a fazer o mesmo”.

Na manhã desta segunda-feira (25), Francisco fez, na varanda central da Basílica de São Pedro, a homilia do “Urbi et Orbi” [Cidade e Mundo], onde deixou seus votos natalícios à cidade de Roma e ao mundo.

Novamente, colocou a questão dos migrantes no centro, colocando Jesus no lugar de todas as crianças que sofrem nos conflitos do Oriente Médio. Ele também defendeu a divisão de Israel com a Autoridade Palestina, na “solução dos dois Estados”, o que sabidamente significa entregar a porção Oriental de Jerusalém – e o monte do Templo – ao controle dos líderes islâmicos.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 25 Dez

Feminista seminua tenta roubar imagem de Jesus de berço no Vaticano

Uma ativista do grupo feminista Femen tentou arrancar a imagem do menino Jesus do presépio montado na Praça São Pedro, no Vaticano, hoje (25). Sem nada cobrindo o corpo da cintura para cima, ela invadiu o cenário de Natividade gritando “Deus é mulher”. Ela tinha essa mesma frase pintada em suas costas.

Acabou sendo impedida pela polícia quando já estava com  a estátua em mãos.  Segundo o Femen, tratava-se de um ato defendendo “o direito das mulheres ao próprio corpo”. As feministas ligadas ao grupo já fizeram diversos protestos contra a defesa da Santa Sé da proibição do aborto e da contracepção.

Em nota publicada em sua página oficial, as feministas acusam a religião cristão se ser “um forte ataque medieval à liberdade das mulheres e a seus direitos naturais”, insistindo que “Uma criança não vem de um deus, mas de uma mulher”.

A mulher que foi detida pela polícia é a ucraniana Alisa Vinogradova. Seu objetivo, segundo o Femen é “completar a vitória sobre o patriarcado”. Havia cerca de 50 mil pessoas na praça onde cerca de duas horas mais tarde o papa Francisco entregara sua tradicional mensagem de Natal, “Urbi et Orbi“.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 22 Dez

Evangelista é preso ao pregar em frente a show de drag queens

Um evangelista foi preso nesta quarta-feira (21) enquanto estava pregando em frente a um evento chamado “A Drag Queen Christmas: The Naughty Tour”.  Alguns LGBTs que estavam no local não gostaram das palavras de Ryan Denton, do ministério Christ in the Wild.

Ele estava falando sobre o evangelho na calçada ao lado do Plaza Theatre, em El Paso, no Texas, antes do evento começar. Denton disse à Christian News Network que geralmente prega sobre arrependimento e fé em Cristo, e embora tenha falado sobre homossexualidade algumas vezes, esse não era o foco de sua mensagem.

“Um evento de drags, como qualquer outro, é um lugar onde os perdidos se reúnem e, portanto, precisam de uma testemunha do evangelho”, disse ele. “Cristo veio procurar e salvar os que estão perdidos. Ele veio para os injustos, não os justos. O grande médico das almas veio para os doentes e espiritualmente mortos. É por isso que o evangelho deve ir além das paredes da igreja”.

No entanto, alguns dos que ouviram as palavras de Denton ficaram irritados e chamaram a polícia. Entre os que vieram para prendê-lo estava o oficial Jared Lamb, que mandou o evangelista parar de pregar.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 21 Dez

Com voto do Brasil, ONU aprova resolução para “anular” decisão dos EUA sobre Jerusalém

A Assembleia Geral das Nações Unidas reuniu-se nesta quinta-feira (21) para uma sessão de emergência para debater o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel. Anunciado pelo presidente Donald Trump no dia 6, a decisão vem sendo criticada por vários países, sobretudo os islâmicos.

Com aprovação de uma esmagadora maioria (128 a favor, e 9 contrários) declara o reconhecimento de Jerusalém como capital “nula e sem efeito”. Além dos Estados Unidos e Israel, os contrários foram Honduras, Guatemala, Palau, Ilhas Marshall, Micronésia, Togo e Nauru.  Ao mesmo tempo, 35 países optaram por abster-se.

A Assembleia foi aberta pelo embaixador do Iêmen na ONU, que apresentou a resolução da ONU, afirmando que todos os “países amantes da paz” deveriam votar a favor. Khaled Hussein Mohamed Alyemany chamou a atitude de Trump de “uma flagrante violação dos direitos do povo palestino, das nações árabes e de todos os muçulmanos e cristãos do mundo”.  Segundo ele, manter o reconhecimento de Jerusalém “ameaça a paz no mundo, prejudica qualquer chance de paz no Oriente Médio e só serve para incentivar a violência e o extremismo”.

Em seguida, a embaixador dos EUA, Nikki Haley, respondeu a Alyemany e à resolução, lembrando os 193 estados membros da ONU que irá realizar cortes de financiamento das nações que votaram contra. Deixou claro que “nenhum voto nas Nações Unidas fará qualquer diferença” pois a decisão dos EUA de transferir sua embaixada para Jerusalém seguirá em frente, pois “é a coisa certa”. Ressaltou que Assembleia Geral não pode impedi-los de “exercer nosso direito como uma nação soberana”.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 21 Dez

Trump ameaça cortar ajuda de quem votar contra Israel na ONU

O presidente, Donald Trump, mandou um recado claro ao mundo nesta quarta-feira (20). Ele poderá cortar a ajuda dos EUA aos países que votem na ONU uma resolução condenando o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel. Uma reunião de emergência foi convocada pelos países islâmicos para esta quinta, com o objetivo de tratar do assunto.

Em uma declaração feita na Casa Branca, Trump avisou: “todas estas nações tomam de nós centenas de milhões de dólares e até bilhões de dólares, e depois votam contra nós. Bem, estaremos observando estes votos. Deixa eles votarem contra nós, vamos economizar bilhões”. Isso incluiria o Brasil, que vem ficando sistematicamente contra Israel.

Os 193 países da Assembleia Geral da ONU irão reunir-se amanhã para tratar sobre Jerusalém.    O objetivo seria mostrar que os EUA e Israel estão sozinhos, mas nenhum país tem direito de veto nesta reunião.

Durante a reunião do Conselho de Segurança da ONU, na segunda-feira, Washington exerceu o seu direito de veto após os 14 outros países-membros votarem para que os EUA cancelassem o reconhecimento de Jerusalém e que qualquer decisão sobre a cidade deveria ser negociada com os palestinos.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 21 Dez

Coral islâmico louva a Allah dentro de igreja evangélica na Inglaterra

A Catedral de São Paulo, o Apóstolo, é um dos templos anglicanos mais famosos do Reino Unido. Fundada no ano 604, ela foi a primeira igreja cristã daquela nação. O prédio atual foi o quinto a ser construído no local, em 1633. Ali também funciona a sede do Bispado de Londres.

Seguindo a conhecida teologia liberal adotada pelos evangélicos anglicanos, ocorreu ali na semana passada mais um culto ecumênico. Tratava-se de uma cerimônia em memória das vítimas do incêndio da Torre Grenfell, que no dia 14 de junho deste ano deixou 71 pessoas mortas. Muitas das vítimas eram imigrantes islâmicos vindos da Síria e do norte da África.

O convidado de honra do culto memorial era o príncipe Charles, que deve se tornar o novo rei da Inglaterra em breve. Ao seu lado estavam seus filhos William e Harry, todos na linha sucessória. Pela tradição, o monarca da Inglaterra é o “guardião da fé e da igreja episcopal anglicana”.

A cerimônia foi transmitida para todo o país ao vivo pela rede BBC, que mostrou o herdeiro do trono sentado na primeira fila. Estima-se que havia 1500 pessoas presentes no local, incluindo familiares dos mortos e residentes que sobreviveram ao incêndio.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 20 Dez

Papa propõe união a pastores para combater perseguição aos cristãos

O papa Francisco teve um encontro na semana passada com líderes da Aliança Evangélica Mundial (AEM) que estiveram no Vaticano para discutir ações conjuntas, especialmente em questões de perseguição religiosa.

O pontífice disse que gostaria de uma “cooperação mais próxima” com a AEM, uma rede de igrejas evangélicas de 129 nações, que representa mais de 600 milhões de fiéis no mundo todo.

O bispo Efraim Tendero, secretário-geral da AEM, liderou a delegação na audiência com o Pontifício Conselho para Promoção da Unidade dos Cristãos. Ele afirmou: “Queremos ver este mundo como um lugar onde a paz, a justiça e a retidão reinem, onde todos têm um padrão de vida decente e onde Jesus Cristo é reconhecido como o Senhor de todos”.

A Rádio Vaticano lembra que a AEM e o Pontifício Conselho já possuem uma relação próxima há sete anos, que resultou em um documento chamado “Escritura e Tradição”. Reconhecendo que as diferenças teológicas permaneçam, para Efraim é “cada vez mais importante procurar uma agenda comum ao invés de focar no que nos difere e nos separa”.

Revelou ainda que católicos e evangélicos trabalham juntos para lidar com várias questões como tráfico humano, combate à mudança climática global, combate à corrupção, promoção da paz e ajuda após desastres naturais.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 16 Dez

Governo de Goiás distribui “bonecas transgênero” para crianças

A polêmica deste Natal ficou por conta do governo de Goiás, que distribuiu bonecas com órgão genital masculino. Entre as muitas reclamações e debates nas redes sociais, o argumento mais comum é que os brinquedos promovem a “ideologia de gênero” para crianças.

As “bonecas transgênero”, como foram apelidadas, foram entregues esta semana em diversas cidades do estado para crianças carentes. Muitos pais criticaram a medida, enquanto um número menor defende que os brinquedos serviriam para ensinar sobre diversidade.

Até agora o governo não explicou se foi algum equívoco ou uma ação intencional.

Existem várias imagens e vídeos circulando nas redes sociais denunciando as bonecas. Em um deles, um pai da cidade de Novo Gama mostra uma boneca vestida com roupas de menina, mas por baixo da roupa é um corpo masculino.

“Você abre a boneca e tem batom, o nome da boneca está aqui, é menina, está de batom, mas aí, você vai tirar a roupa da boneca para dar para seu filho, sua filha, brincar. E olha só, tem cabimento um negócio desses?”, afirma o homem enquanto mostra o brinquedo para a câmara.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 14 Dez

10 motivos bíblicos que apoiam a decisão de reconhecer Jerusalém

Desde que foi anunciada pelo presidente dos EUA Donald Trump, a decisão de reconhecer Jerusalém como a capital do Estado de Israel vem sendo o centro das atenções no noticiário internacional.

O rabino Tuly Weisz, que nasceu nos Estados Unidos, mas vive em Israel, além do trabalho religioso é o diretor do site www.Israel365.com. Ele escreveu um artigo onde aponta por que considera que o que está acontecendo é apenas aquilo já previsto nas Escrituras. Defende que a capital do povo judeu foi estabelecida há milhares de anos, portanto o que acontece agora é só uma repetição do que o Antigo Testamento já declarava.

Ele listou 10 motivos bíblicos que mostram como reconhecer a cidade como a capital de Israel era algo inevitável.

1) Jerusalém é mencionada mais de 600 vezes na Bíblia
“Por amor de Sião eu não sossegarei, por amor de Jerusalém não descansarei” (Isaías 62:1).

Jerusalém é citada 662 vezes na Bíblia. Não há uma única menção de Jerusalém no texto sagrado do Islã, o Alcorão. Tudo que os muçulmanos falam sobre ela ser um local sagrado para o islamismo é uma invenção, sem base histórica.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 12 Dez

Pastores acreditam que decisão de Trump sobre Jerusalém é “sinal do fim”

A decisão do presidente Donald Trump de reconhecer Jerusalémcomo capital de Israel está no centro das atenções na mídia mundial. Filipinas e República Checa já fizeram o mesmo e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu está pedindo que todas as nações que possuem relações diplomáticas com Israel sigam o exemplo.

Parte dos pastores evangélicos acreditam que esse movimento é uma parte importante da profecia bíblica e pode ser um “sinal do fim”, apontando para a segunda vinda de Cristo. David Reagan, fundador e diretor do Ministério Leão e Cordeiro, com sede no estado americano do Texas, disse que a mudança veio tarde.

“Eu apoio totalmente essa decisão porque Jerusalém é a capital de Israel, tendo sido assim por 4000 anos. Os judeus sempre a tiveram como sua capital e nunca, em toda a história, foi a capital de outro povo, nem de um estado muçulmano ou um estado árabe. Está muito atrasado”, afirmou o pastor.

Ele diz representar um grupo de líderes cristãos e estudiosos que defendem que os “fim dos dias” estão perto. Para eles, é profético que os judeus controlem totalmente Jerusalém e construam um terceiro templo no Monte do Templo, local que desde o fim da guerra dos Seis Dias, em 1967, está sob jurisdição dos muçulmanos.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 12 Dez

Palestinos pedem que países islâmicos reconheçam Jerusalém como sua capital

Após vários dias de protestos em seu território, queimando bandeiras de Israel e fotos de Trump, lançando foguetes contra território israelense e promovendo manifestações em países com grandes comunidades islâmicas, os palestinos decidiram tentar uma manobra diplomática.

Se forem bem-sucedidos, isso poderá mudar cenário do Oriente Médio. O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan convocou os países-membros da Organização Para a Cooperação Islâmica para uma cúpula na próxima quarta-feira (13). A reunião, sediada em Istambul, promete ser uma “resposta” ao reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel.

Os discursos de Erdogan nos últimos dias não deixam dúvidas que ele deseja alguma iniciativa concreta por parte das nações islâmicas em relação a Jerusalém, considerada um local sagrado pelos muçulmanos. “A Palestina é uma vítima inocente […] e Israel é um Estado terrorista […] Não deixaremos Jerusalém à mercê de um Estado que mata crianças”, disse Erdogan em uma reunião no domingo (10) do Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), dominado por ele.

A mídia do Oriente Médio noticiou que a Autoridade Palestina está pedindo aos países muçulmanos que reconheçam Jerusalém como a capital da Palestina durante a cúpula daqui a dois dias, a ser realizada em Istambul. O local é simbólico, já que durante a Idade Média foi a sede do Império Otomano, que dominou Jerusalém por 400 anos.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 10 Dez

A batalha contra a ideologia de gênero começa nos joelhos, diz Helena Tannure

A pastora Helena Tannure alertou os cristãos sobre a importância da oração em relação às causas seculares como ideologia de gênero, por exemplo. Ela ainda diz que as batalhas espirituais devem ser guerreadas de forma espiritual, tomando cuidado com o que é publicado nas redes sociais.

“A Bíblia diz que está na nossa mão fazer o bem e a gente não faz. Pecamos. Chega de ficar diante da televisão dizendo: ‘Nossa, misericórdia. Que mundo ruim. O sangue de Jesus tem poder. Onde que a gente vai parar?’. Eu acho uma graça, a galera levantando bandeira”, comentou.

“O pessoal fica no meu Instagram atiçando: ‘Você não vai falar nada contra a ideologia de gênero? Você não vai falar nada contra o peladão do MAM?’. Gente, eu tenho as minhas batalhas, eu sei como que luto eu não vou fazer propaganda do inferno no meu Instagram. A imagem que eu quero esconder dos meus filhos eu não vou por no meu Instagram”, disse ela.

“A gente tem que ser inteligente. O diabo está usando a gente para fazer propaganda dele, aí todo mundo fica escandalizado com a ideologia de gênero. Ela tem que ser combatida? Tem! Primeiro nos joelhos. ‘Ah, você não vai falar nada da palestra?’. Eu nem estava sabendo, quem me contou foi os crentes”, pontuou.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 10 Dez

Governo Temer retira 'gênero' da base curricular e une tema à religião

As menções ao que tange assuntos sobre 'gênero' foram excluídas da nova versão da Base Nacional Comum Curricular pelo Ministério da Educação do governo Michel Temer. Agora, "gênero" e "sexualidade" deverão ser abordados através das matérias de ensino religioso. O objetivo é que se discuta o assunto nas escolas segundo às tradições religiosas.

Segundo informações da Folha de São Paulo, que teve acesso à nova versão da base, encaminhada ao CNE (Conselho Nacional de Educação) no dia 29 de novembro, o documento está em processo de análise final do conselho. O MEC não quis divulgar o texto.

Para esclarecer, é preciso entender que a Base Nacional Comum Curricular define o que e como os alunos irão aprender a cada ano, na educação básica. E apesar da discussão sobre a abordagem do assunto no ensino médio ter sido congelada pelo governo, o grupo que vai da educação infantil ao ensino fundamental está em plena discussão.

Suprimidos

Anteriormente, o MEC já havia retirado três menções sobre a identidade de gênero e orientação sexual. Agora, segundo a Folha, foram cerca de 10 trechos retirados pela equipe do ministro Mendonça Filho (DEM-PE). A proposta da nova Base aparece com pontos revisados pelo ministério a partir da terceira versão, finalizada em abril deste ano.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 10 Dez

Livros com ideologia de gênero para crianças se popularizam

Quase todo o discurso dos ativistas LGBT no Brasil é uma versão do que é feito no hemisfério Norte. Seja advinda da Europa ou dos Estados Unidos, a agenda de lá inevitavelmente ganha uma versão por aqui.

A mais nova denúncia dos cristãos europeus é sobre os livros infantis que encorajam as crianças a questionar seu gênero desde pequenas. Esse tipo de material está sendo adotado por creches e escolas de ensino primário em vários países.

Um dos mais recentes a causar polêmica é “O Cavalo e seu Pai”, que conta a história de um cavalo que deseja ser um cachorro e se comporta como tal. O dono do cavalo é um homem que se veste de mulher e usa maquiagem.

O grupo LGBT da Inglaterra “Educar & Celebrar”, vem promovendo a adoção desses livros por um número cada vez maior de instituições de ensino, com a chancela do governo.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 10 Dez

Líderes evangélicos querem que Brasil transfira embaixada em Israel para Jerusalém

No primeiro semestre do ano, enquanto a ideia de mudar a embaixada para Jerusalémera só uma promessa do presidente Donald Trump, alguns parlamentares brasileiros já haviam se posicionado em favor de Israel.

O governo Temer vem votando seguidamente na ONU contra Israel, incluindo apoiando resoluções da UNESCO que desvinculavam os judeus da cidade fundada pelo rei Davi há mais de 3 mil anos. O deputado federal Ezequiel Teixeira (Podemos/RJ) foi um dos primeiros manifestar sua contrariedade.

“Isso não reflete a opinião do povo brasileiro. Nós somos amigos do povo de Israel e essa é a posição de um grupo político. Nós, brasileiros, amamos Israel e o povo de Israel. Como cristãos, abençoamos aquela nação”, declarou o deputado, que também é fundador e líder da igreja Projeto Vida Nova no Rio de Janeiro.

Na mesma época, o deputado Victório Galli (PSC/MT) tomou uma iniciativa inédita e pediu no plenário da Câmara: “Mudemos a embaixada para Jerusalém e paremos de tentar deslegitimar o Estado de Israel e sua capital… é hora de voltarmos a dar exemplo ao mundo”.

Ontem, (6) Galli se mostrou atento ao pedido do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que convidou outros países a mudarem suas embaixadas. Aplaudido pelos colegas, pediu a Temer que reconheça Jerusalém e também faça a mudança.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 10 Dez

Governo brasileiro não apoia decisão dos EUA sobre Jerusalém

Jerusalém, e sua condição de capital de Israel, ocupa a pauta global do momento. Um dia após o presidente Donald Trumpfazer valer a lei aprovada pelo Congresso de seu país e mudar o status da cidade, anunciando a mudança da embaixada para lá, o governo brasileiro se pronunciou.

A nota oficial publicada no site do Itamaraty diz que o entendimento do governo brasileiro é que “o status final da cidade de Jerusalém deverá ser definido em negociações que assegurem o estabelecimento de dois estados vivendo em paz e segurança dentro de fronteiras internacionalmente reconhecidas”. A opção de Temer é seguir as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, e defende que “as fronteiras entre os dois estados deverão ser definidas em negociações diretas entre as partes tendo por base a linha de junho de 1967”.

 Isso equivale a dizer que o Brasil é favorável à divisão de Jerusalém em duas, ficando a porção oriental como capital de um futuro Estado palestino. A nota lembra ainda que “O Brasil mantém relações diplomáticas com Israel desde 1949 e reconheceu o Estado da Palestina em 2010”.

Na balança diplomática, a relação com os palestinos é mais valorizada. Isso já era evidente nas votações na UNESCO e na ONU, onde o país se alinhou com os países muçulmanos e aprovou dezenas de resoluções em desfavor de Israel. Uma das mais recentes “desautoriza os laços israelenses com Jerusalém”. O placar da aprovação dessa proposta foi de 151 votos favor e seis contra, com nove abstenções.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 10 Dez

Rabinos ligam reconhecimento de Jerusalém com Terceiro Templo

A proclamação histórica do presidente Donald Trump na quarta-feira (6), reconhecendo Jerusalém como a capital do povo judeu foi um passo importante para estabelecer o Terceiro Templo e acelerar a vinda do messias, acreditam rabinos e lideranças judaicas que trabalham pela reconstrução do Terceiro Templo.

“O que ele fez foi um passo enorme para a chegada do Templo”, disse Asaf Fried, porta-voz do Movimento Unidos pelo Templo, uma associação de organizações que tentam tornar o Terceiro Templo uma realidade.

Em entrevista ao site Breaking Israel News, explicou que “Isto necessariamente precisava partir de um não-judeu para envolvê-los no processo e para que eles possam assumir sua parte no Templo”.

Fried comparou o papel de Trump com o de Ciro, o rei persa que pôs fim ao exílio babilônico e ajudou a construir o Segundo Templo. Ele lembrou de Provérbios 21:1, que diz: “O coração do rei é como um rio controlado pelo Senhor; ele o dirige para onde quer”.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 28 Nov

ONU repete o nazismo ao sugerir aborto de crianças com Down, denuncia ativista pró-vida

Uma jovem de 21 anos, portadora da síndrome de Down, fez um discurso impressionante em uma das reuniões da Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas (CDH) no início deste ano. Agora, ela publicou uma carta aberta, que vem chamando atenção para a agenda abortista da ONU, amplamente ignorada pela mídia.

Charlotte Helene Fien defendeu seu direito de viver após o advogado Yadh Ben Achour, representante da Tunísia na Comissão encorajar a adoção de uma lei que proteja as mulheres grávidas que desejam abortar filhos com Síndrome de Down. O posicionamento de Fien, que está se tonando um símbolo mundial do ativismo pró-vida, deixou os representantes da ONU  atordoados. Ela foi aplaudida de pé após seu discurso veemente.

O tunisiano Achour declarou – em uma reunião oficial da Comissão – acreditar que o aborto é um “meio viável” para prevenir que crianças vivam com “desvantagem” ao longo de toda uma vida. Ele sugeriu que a questão fosse debatida pelo CDH e acrescentou: “Nós podemos evitar as desvantagens e devemos fazer tudo o que pudermos para evitá-las”.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 23 Nov

Silas Malafaia anuncia apoio ao filho de Bolsonaro

O pastor Silas Malafaia, segundo a coluna Expresso, da Época, declarou apoio a Flávio Bolsonaro (PSC) ao Senado pelo Rio de Janeiro.

Essa escolha é baseada em questões ideológicas, mas também eclesiásticas. Flávio é evangélico, membro da igreja batista. “A esquerda tem seus valores, também tenho os meus”, disse Malafaia.

Por enquanto, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo não decidiu para quem dará seu apoio para a Presidência da República. Meses atrás, ele declarou sobre o prefeito de São Paulo, o tucano João Doria, a quem considera mais experiente. “Um presidente precisa ter três qualidades: competência administrativa, competência política e integridade. No momento, acho que o Doria é o candidato que preenche os três requisitos. Ao Bolsonaro, ainda falta competência administrativa e competência política”, apontou.

No momento, Dória não é o candidato do PSDB, que deverá confirmar o nome do governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 22 Nov

Estado Islâmico publica imagens mostrando o papa Francisco decapitado

Poucos dias depois de circular na internet uma imagem produzida pelo Estado Islâmico prometendo um ataque ao Vaticano, os jihadistas divulgam uma fotomontagem mostrando o papa Francisco sendo decapitado.

A foto é uma sobreposição grosseira do rosto do papa sobre a imagem real de uma execução do Estado Islâmico. A divulgação foi obra da Wafa Media, que no passado distribuía os vídeos com decapitações na internet.

Um jihadista está sobre o corpo de um prisioneiro vestindo um macacão laranja – típico das prisões americanas – com as mãos amarradas nas costas. O terrorista, com um lenço branco cobrindo o rosto, segura uma faca em uma mão e toca a cabeça que deveria ser de Francisco com a outra. Para não haver dúvidas, “Jorge Mario Bergoglio”, o nome de batismo do papa, está escrito ao lado da cabeça.

Comente agora

Postado por: Welington Macedo / 22 Nov

Conheça os 10 líderes evangélicos mais influentes dos EUA

O termo ‘evangélico’ é usado para descrever pessoas vindas de muitas denominações, mas todos eles têm em comum a crença na Bíblia como Palavra de Deus e a centralidade da fé em Jesus Cristo para a salvação.

Uma lista dos “100 evangélicos mais influentes do momento”, divulgada pelo site Christian Post, incluiu uma série de pastores, professores universitários, políticos, atletas e artistas. São homens e mulheres de todos as áreas da sociedade, cuja fé ajuda a dar forma às suas vidas e carreiras.

Billy Graham:

O evangelista Billy Graham já está aposentado das cruzadas, mas continua ativo pela internet. Ele fará 100 anos em novembro no ano que vem. Durante quase oito décadas de ministério ele construiu um dos maiores legados do meio evangélico.

Estima-se que Graham pregou o evangelho para quase 215 milhões de pessoas em todo o mundo e contabiliza mais de 3,2 milhões de decisões para Cristo em suas Cruzadas. Nunca teve seu nome envolvido em nenhum tipo de escândalo.