Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46

Blog

Pastor sobrevive a bomba em atentado terrorista

O pastor estava saindo de casa para ir à igreja. Entrou em seu carro, colocou as chaves na ignição e deu a partida como fez muitas vezes antes. Acabou surpreendido por uma explosão que incendiou o carro, envolvendo-o em chamas.

“Eu estava totalmente confuso, já não conseguia mais ver”, lembra o pastor Joseph, que vive em Bagdá, capital do Iraque. Desorientado, temporariamente cego e em estado de choque, ele diz que ouvia uma mulher gritando: “Este homem está morrendo!”.

Joseph pensou que era o seu fim, mas milagrosamente ele sobreviveu ao atentado contra sua vida, planejado por terroristas islâmicos. Acabou sendo retirado dos escombros por pessoas que passavam por ali.

“O carro ficou quase totalmente destruído, exceto o meu assento”, relata Joseph. “Não tive grandes danos. O carro estava em chamas, mas eu não me queimei. Nada me tocou, não perdi nem uma gota de sangue”, relata, afirmando que a única explicação possível é a intervenção divina.

O jovem pastor vive em um país onde a sete anos bombas explodem em locais públicos com grande frequência e os radicais islâmicos lutam pelo controle de mais territórios. “Deus me deu mais tempo. Colocou seu carimbo no meu ministério, Ele disse: “Vá em frente”. Deus me encorajou naquele dia”, comemora.

O Estado islâmico assumiu o controle de grandes partes do Iraque ao mesmo tempo que muçulmanos começaram a se converter a Cristo em números surpreendentes. Para Joseph, Deus o poupou pois queria que ele ficasse em Bagdá.

“Quando me perguntam por que continuo morando com minha família em Bagdá, lhes conto essa história”, explica. “Há violência em todos os lugares, perseguição em todos os lugares. Nós sofremos as mesmas coisas que todas as pessoas daqui, mas queremos estar com eles”.

Obviamente, a experiência renovou a fé do líder cristão. “Sei que Deus está comigo a cada momento”, comemora. Ele, a esposa e os dois filhos lutam com dificuldades em uma região onde a maioria dos cristãos foi assassinada ou fugiu. Mas ele relata que há muitos novos convertidos em sua igreja.

“Nós gostamos de ser como uma Menorá [candelabro judaico]. Somos um pequeno grupo, mas confiamos em nosso Deus. Ele pode nos usar. Vemos que todos aqui estão buscando paz, amor e esperança. Nós, como igreja, vamos compartilhar a fonte dessas coisas. Quando começamos a falar sobre isso, eles prestam atenção”, encerrou.

Fonte: GP


Categorias

TESTEMUNHOS