Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, Ele é tudo o que eu preciso. (Salmo 73:26)

Deus é fiel e Jesus salva!

Blog

O que se sabe até agora sobre a morte do pastor Anderson do Carmo

Assassinado no último domingo (16) quando chegava em sua casa, os desfechos da morte do pastor Anderson do Carmoainda levantam muitos questionamentos, principalmente em relação aos culpados pelo crime. A medida em que as investigações avançam, alguns fatos novos vem a público e esclarecimentos importantes são revelados.

O crime ocorreu por volta das 4 horas, em Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, quando o pastor e sua esposa, a deputada e cantora Flordelis (PSD-RJ), voltavam de uma confraternização. Segundo as informações iniciais, a deputada teve a sensação de estar sendo seguida por duas motos.

Já dentro da sua residência, o pastor Anderson voltou a garagem da casa para impedir que os bandidos adentrassem, quando foi alvejado por 15 tiros. A primeira linha de investigação era o latrocínio, que é o roupo seguido de morte, mas o número de disparos levantou um sinal de alerta.

Ao se pronunciar sobre o ocorrido, a deputada Flordelis falou que o marido tentou evitar que criminosos entrassem em sua casa, após eles terem retornado de um passeio. “Se sacrificou pela família”, disse na ocasião.

Execução

O fato de que Anderson era o articulador político de Flordelis e planejava lançá-la como candidata a prefeita de São Gonçalo levantou a suspeita também de um crime político. A suspeita de execução passou a ganhar fôlego e o crime de latrocínio foi se afastando.

Descartou-se já no domingo o envolvimento dos supostos motoqueiros que deram a sensação de que estariam sendo seguidos, pois foi descoberto que os criminosos já estavam dentro do condomínio quando o casal chegou na residência.

Foi feita uma perícia no local do crime e no corpo da vítima e os investigadores descobriram ainda que os bandidos usavam toucas, como também um cachorro da família foi dopado antes da invasão. O corpo do pastor teve mais de 30 perfurações, entre entrada e saída de projéteis.

Os investigadores já suspeitavam de uma desavença familiar, que poderia ter motivado o crime, mas não davam detalhes sobre o assunto.

Prisão do Filho

Na segunda (17), após o sepultamento, um dos 55 filhos da cantora e deputada foi preso. Flávio Rodrigues de Souza, filho apenas de Flordelis, foi preso após ser levado à delegacia para prestar depoimento a respeito da morte do pastor, seu padrasto, mas foi identificado que havia um mandato de prisão contra ele por uma denúncia de violência doméstica.

“A vítima, ex-esposa dele, já ligou desesperada e chorando querendo se retratar e retirar a queixa. Eles já estão separados há anos”, declarou a advogada da família, Luciene Diniz Suzuki.

Filhos suspeitos

A Divisão de Homicídios de Niterói deu voz de prisão ainda no enterro do pastor para outro filho de Flordelis, este adotivo, de 18 anos. Ele passou a ser o principal suspeito pelo crime, juntamente com Flávio, que fora preso por violência doméstica.

Durante o enterro, Flordelis foi questionada sobre a possível participação de seus filhos no crime e ela disse que não aceitaria que acusassem seus filhos sem provas. “Isso é ridículo, acusar alguém sem provas”, disse ela.

Traição

Na terça-feira (18) a delegada Barbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, declarou que Lucas dos Santos, 18 anos, filho adotivo de Flordelis e Anderson do Carmo, confessou ter matado o pai.

Um dos principais indícios de que o crime teria motivação pessoal, foi a concentração de tiros na genitália da vítima.

Uma fonte da Polícia Civil que analisou os laudos chamou atenção para este fato: “Há uma concentração de tiros na genitália da vítima e isso mostra que os criminosos agiram com raiva. Há uma terceira pessoa sendo procurada pelo crime”.

O crime teria sido encomendado por Flávio Rodrigues de Souza pela suposição de que o pastor havia traído a deputada federal. Lucas aparece nas imagens que mostram o momento que o pastor é executado. “As imagens são ótimas”, afirmou a delegada.

Flordelis nega

Flordelis chamou de “sensacionalismo” e negou que tivesse ocorrido uma traição, inclusive chegou a negar que seus dois filhos tivessem sido presos por suspeita de participarem da morte do pai, o pastor Anderson do Carmo. Disse ainda que os policiais escolheram agir durante o enterro do pastor para “se aparecer” e que estão fazendo “muito sensacionalismo” com a história.

“Meus filhos foram presos por outros crimes. O Flávio cometeu violência doméstica faz muito tempo. E foi violência verbal e não física. E nesta terça mesmo, a ex-mulher dele vai retirar a queixa. O Lucas fez 18 anos neste mês. É meu filho adotivo e se envolveu com tráfico de drogas quando era menor de idade”, declarou.

Buscas

Na tarde de terça (18) a delegada titular da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) esteve com uma equipe de agentes na casa da deputada Flordelis para cumprir um mandado de busca e apreensão.

As buscas também aconteceram na Comunidade Evangélica Ministério Flordelis – Cidade do Fogo, no Colubandê, em São Gonçalo, a igreja liderada pelo casal.

Duas viaturas entraram na residência da parlamentar, mas não havia detalhes sobre o que os agentes procuravam e se havia algum novo mandado de prisão. O que se sabia é que a participação de dois filhos da cantora evangélica estava confirmada.

Arma do crime

Durante o mandado de busca realizado pelos agentes na casa da deputada, a polícia conseguiu encontrar a arma usada no crime. A arma estava no quarto de Flávio dos Santos Rodrigues, filho do casal. A informação foi dada pela própria delegada da DHNSGI.

Fonte: Gospel Prime


Categorias

Violência